NOTÍCIAS /

Hodor detestou a presença de Ed Sheeran em GOT

Nairn afirmou não ser “fã deste tipo de cameos em GOT”.

Apresentado por: Beatriz Rodrigues


Como descobrimos (nas piores circunstâncias), o nome Hodor pode significar muita coisa. Tecnicamente, refere-se a ‘Hold the Door’, mas pode também ser sinónimo de ‘olá’, ‘adeus’ e outras cenas do género. Por agora, significa que “o cameo de Ed Sheeran em Game Of Thrones, no ano passado, foi parvo”.

Em entrevista ao Huffington PostKristian Nairn, que desempenhou o trágico e adorado Iug Hodor até à temporada 6 da produção da HBO, foi claro na sua opinião. Partilhando o seu ponto de vista enquanto admirador da série sobre todo o historial de convidados famosos, Nairn afirmou não ser “fã deste tipo de cameos em GOT”.

Ao desenvolver, o ator afirma: “Não gosto disso. Acho que é parvo. E não me importo nada de dizer isto abertamente. Penso que os cameos desviam a atenção do mundo [da série]”. E continua: “Especialmente, o do Ed Sheeran. Eu pensei «Que raio está aqui a fazer o Ed Sheeran?». O Ed é muito fixe, uma boa pessoa, um bom músico, mas porque raio é que entrou em ‘A Guerra dos Tronos’?” O autor do êxito “Shape of You” fez a sua aparição na série, aquando da estreia da temporada 7, desempenhando o papel de um soldado da armada Lannister, que Arya Stark (Maisie Williams) conheceu nas suas viagens.

Esta aparição — quando, numa série ou filme, há um convidado VIP a desempenhar um breve papel, o termo técnico aplicado chama-se “cameo” — foi, no mínimo, controversa, na opinião dos fãs em geral. Mas agora sabemos qual a posição de Hodor. “Não estou a dizer que não sou fã de Sheeran; apenas não sou fã dos cameos”, explicou. Desenvolvendo ainda mais a temática: “Acho que a maioria das pessoas concorda comigo. É uma grande bofetada à realidade. É tipo… PORQUÊ?!”.

Na opinião de Nairn, trata-se de uma péssima decisão gastar tanto tempo e dinheiro e energia a criar um imersivo mundo fantástico, para depois convidar uma estrela pop e que esta cante uma canção. Efetivamente, há por aí muitos fãs que concordam. És um deles?

Ao longo das sete temporadas de ‘Game Of Thrones’, houve imensos cameos musicais, incluindo os das bandas Mastodon e Of Monsters and Men (estilos metal e folk, respetivamente). Ainda assim, o único cameo que Nairn aplaude é o dos Sigur Ròs. A banda islandesa de pós-rock, que cria imaginários artísticos e flutuantes, atuou no casamento de Joffrey (Jack Gleeson), durante a temporada 4. “Os Sigur Ròs têm uma abordagem musical fantástica, do outro mundo e que se encaixa perfeitamente em Westeros. É por isso que eles se safaram, por serem tão peculiares… é como se pertencessem ao mundo de GOT na vida real”, adiciona Nairn.

Ainda sobre os Sigur Ròs, o ator elogia a banda, dizendo que têm algo de “elfos” e de “espiritual”. Daí achar que a sua presença funcionou, mas “fora isso… eu percebo que as pessoas queiram fazer parte da série, mas não. Deixem-se disso”.

O cameo de Ed Sheeran foi uma prenda para Maisie Williams, uma das estrelas da série e que é grande fã do cantor. Agora, imaginem o quanto Nairn irá odiar quando for a vez de Sophie Turner receber um presente. Se lhes dá na cabeça convidar o noivo da atriz, o cantor pop Joe Jonas… Bem, é melhor nem pensar nisso.

Por agora, continua a contagem decrescente para a estreia da oitava e derradeira temporada de ‘A Guerra dos Tronos’, que chega em 2019, em exclusivo no teu SYFY.

(Via Huffington Post)  


Etiquetas: Huffington Post   Hodor   Hold the Door   Ed Sheeran   Game of Thrones   Kristian Nairn   Iug Hodor   HBO   A Guerra dos Tronos   GoT   Shape of You   Lannister   Arya Stark   Maisie Williams   cameo   Mastodon   Of Monsters and Men   Sigur Ròs   Joffrey   Jack Gleeson   Sophie Turner   Joe Jonas   Syfy   Estreia   Portugal   Televisão   Música   Séries   #SóNoSyfy  


Comentários